Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Notícias
Enterprise Europe Network
My Enterprise Europe Network
Destaques
Notícias
Eventos
Informação Temática
Bases de Dados
Contactos
Newsletters
English
Enterprise Europe Network > Notícias  

Consumidores da UE pensam nas incidências ambientais quando fazem compras

 

A Comissão Europeia publicou a edição de 2019 do Painel de Avaliação das Condições dos Consumidores, o qual revela que os hiatos nesse domínio entre as diversas regiões da UE estão a diminuir, que os consumidores estão mais conscientes da pegada ecológica que produzem e que as normas de proteção dos consumidores propiciam confiança no mercado.

Os últimos dados disponíveis mostram que mais de 70 % dos consumidores confiam que os seus direitos são respeitados pelos retalhistas, mas também que é necessário continuar a trabalhar para melhorar as condições dos consumidores e a confiança.

 

Conclusões principais:

+ À medida que cresce a sensibilidade das pessoas para o aquecimento do planeta e se toma consciência da contaminação generalizada pelos plásticos, o inquérito revela que é cada vez maior a proporção dos consumidores da UE que ponderam as incidências ambientais das compras que fazem. Os consumidores da UE mais despertos para os problemas ambientais são os dos países meridionais (59 %) e os da parte oriental da União (57 %). Uma maioria clara (71 %) de retalhistas acredita na fiabilidade das alegações ambientais associadas aos produtos ou serviços do setor a que pertencem.

+ As condições dos consumidores estão a sofrer alguma erosão na Europa Ocidental, mas continuam a melhorar noutras partes da UE, assistindo-se a uma redução do hiato que separa os países meridionais e do leste da UE da média da União. Porém, continua a ser significativa a diferença entre o país com melhor classificação (a Suécia, com 71 %) e o país com a classificação mais baixa (a Croácia, com 53 %).

+ Mais de 70 % dos consumidores confiam que os comerciantes respeitem os direitos do consumidor. Reflexo deste resultado, mais de 70 % dos comerciantes consideram que é fácil respeitar a legislação vigente no domínio do direito do consumidor. Acresce que a maior parte dos retalhistas da UE vê com bons olhos a aplicação dessa legislação e da legislação no domínio da segurança dos produtos, no setor a que pertencem. Esta última obteve os resultados mais elevados: três quartos dos retalhistas são favoráveis à fiscalização exercida pelas autoridades públicas.

+ A percentagem dos consumidores que fazem compras pela internet atingiu cerca de 60 % em 2018 e continua a aumentar, não obstante a existência de grandes disparidades (84 % na Dinamarca face a cerca de 20 % na Roménia e na Bulgária). Todavia, a confiança dos consumidores relativamente à compra pela internet noutros países da UE (48 %) é bastante inferior à que aqueles depositam nas compras pela mesma via efetuadas no próprio país (72 %).

 

Contexto

O Painel de Avaliação das Condições dos Consumidores acompanha as condições de consumo nacionais em três domínios:

1. Conhecimento e confiança;

2. Cumprimento e fiscalização;

3. Reclamações e resolução de litígios.

O painel examina igualmente os progressos realizados na integração do mercado retalhista da UE e a evolução do comércio eletrónico. Os principais dados que utiliza provêm de inquéritos representativos aos consumidores e aos retalhistas realizados nos Estados-Membros da UE e também na Islândia e na Noruega.

 

Mais informações

Para mais informações sobre o Painel de Avaliação das Condições dos Consumidores em geral e sobre a edição de 2019 deste painel e a correspondente ficha de resumo, consultar esta página.

 

#EENCanHelp

 

     
IAPMEI - Parcerias para o Crescimento ACIF - Associação Comercial e Industrial do Funchal – Câmara de Comércio e Indústria da Madeira AEP - Câmara de Comércio e Indústria AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro AIP – Associação Industrial Portuguesa
ANI – Agência Nacional de Inovação CCDR Algarve – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve CCIPD – Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada CEC – Conselho Empresarial do Centro/Câmara de Comércio e Indústria do Centro INESC PORTO – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto LNEG - Laboratório Nacional de Energia e Geologia I.P.
Enterprise Europe Network UE - Comissão Europeia

EEN – PORTUGAL, 2015 – Todos os direitos reservados

Quem Somos | Fontes de Informação Europeia | Mapa do Site